Notícias Científicas
25 de novembro de 2016

Diabetes Mellitus Gestacional

O Diabetes Melittus Gestacional representa um grande desafio na prática médica, pois traz importantes repercussões para a saúde materna e fetal. Essa condição clínica é definida como diagnóstico de Diabetes durante a gravidez, geralmente no segundo e terceiro trimestres. O seu diagnóstico, tratamento e complicações têm sido alvo de importantes estudos populacionais, e os esforços têm sido reunidos visando estabelecer critérios que permitam o diagnóstico precoce e a adequada intervenção. Desde a década de 80, existem controvérsias entre as propostas da Organização Mundial de Saúde (OMS), Associação Americana de Diabetes (ADA), Associação Europeia para o Estudo do Diabetes (EASD). O estudo multicêntrico Hyperglycemia Adverse Pregnancy Outcome (HAPO), com 25.000 gestantes, definiu a relação linear entre a hiperglicemia materna e complicações neonatais.

As recomendações da associação Americana de Diabetes publicadas em 2016, sugerem dois planos estratégicos para o diagnóstico do Diabetes Gestacional, o rastreamento em uma etapa ou em duas etapas de investigação laboratorial.

Rastreamento e Diagnóstico de Diabetes Mellitus Gestacional

  • Indicação: a triagem para Diabetes Mellitus Gestacional deve ocorrer entre 24-28 semanas de idade gestacional.
  • Contraindicação: pacientes já com diagnóstico de diabetes mellitus anterior a gestação, presença de infecção em atividade.
  • Efeitos adversos: náuseas e vômitos.

Estratégia Diagnóstica em 1 etapa

  • Preparo: jejum prévio entre 8-12h. Administrar solução com 75g de glicose anidra via oral.
  • Coletas: 0’, 60’ e 120’ após ingestão da solução oral.
  • Interpretação: diagnóstico de Diabetes Mellitus gestacional, se qualquer valor de glicemia for maior que:
  • 92mg/dL - no jejum
  • 180mg/dL - aos 60 minutos
  • 153mg/dL - aos 120 minutos
  • Referência: American Diabetes Association. Classification and diagnosis of diabetes. Sec. 2. In Standards of Medical Care in Diabetes, 2016. Diabetes Care 2016;39(Suppl. 1): S13–S22

Estratégia Diagnóstica em 2 etapas [1]

1ª Etapa: Curva Glicêmica Simplificada

• Preparo: Não requer jejum prévio. Administrar solução com 50g de glicose anidra via oral.

• Coleta: 60’ após ingestão da solução oral.

• Interpretação: se glicemia aos 60’ > 140mg/dL, proceder a 2a etapa.

 

2ª Etapa: - Curva Glicêmica de 3 horas

• Preparo: jejum prévio entre 8-12h. Administrar solução com 100g de glicose anidra via oral.

• Coleta: 0’, 60’, 120’ e 180’ após ingestão da solução oral.

• Interpretação: diagnóstico de diabetes mellitus gestacional, se pelo menos dois valores de glicemia forem maiores que:

 

Carpenter/Cousan [2] ou NDDG [3]

Jejum

95mg/dL

105mg/dL

60’

180mg/dL

190mg/dL

120’

155mg/dL

165mg/dL

180’

140mg/dL

145mg/dL

 

 

Referências:

1 - American Diabetes Association. Classification and diagnosis of diabetes. Sec. 2. In Standards of Medical Care in Diabetes 2016.

Diabetes Care 2016;39(Suppl. 1): S13–S22

2 - Carpenter MW, Coustan DR. Criteria for screening tests for gestational diabetes. Am J Obstet Gynecol 1982;144:768–773

3 - National Diabetes Data Group. Classification and diagnosis of diabetes mellitus and other categories of glucose intolerance.

Diabetes 1979;28:1039–1057

Foto

Juliano Zakir

Médico Endocrinologista Consultor Médico do Laboratório Sabin

Desculpe, a área que você está acessando só está disponível em português.

Baixe nosso Aplicativo

Você está em:

Enviar instruções
por e-mail:

Enviar resultados
por e-mail: