Notícias Científicas
29 de novembro de 2016

A leitura de FAN na era das imagens digitalizadas

Após criterioso trabalho de validação, envolvendo os principais padrões de FAN e diferentes intensidades de fluorescência, a pesquisa de autoanticorpos dirigidos contra antígenos celulares, feita por imunofluorescência indireta em células HEp-2 (FAN-HEp-2), está sendo realizada com maior qualidade analítica e maior segurança e agilidade na liberação do laudo.

Novos equipamentos adquiridos pelo Laboratório Sabin garantem melhorias no processamento das amostras e na leitura de resultados, agora, feita diretamente na tela do computador. A acurácia da leitura realizada na tela, com as imagens digitalizadas, feita por três observadores, mostrou concordância de 85,3% a 94,1%, legitimando a decisão de migrar da
tradicional leitura em microscópio para a leitura em tela.

A captura automática das imagens em alta resolução permite que os padrões de fluorescência obtidos sejam compartilhados com a equipe do laboratório, médicos e pacientes, possibilitando a comparação com padrões anteriores, assim como a oportunidade de maior discussão dos resultados.

Adicionalmente, as mudanças nos procedimentos de automação garantem excelente rastreabilidade das amostras, mais precisão na identificação das lâminas e maior rendimento operacional.

Todas essas mudanças resultam em melhorias no desempenho analítico do FAN-HEp-2, repercutindo positivamente na elaboração e transmissão dos resultados do exame. Dessa forma, o Laboratório Sabin reafirma o seu compromisso com a liberação de resultados mais precisos e confiáveis, com maior presteza e rapidez.

Desculpe, a área que você está acessando só está disponível em português.

Baixe nosso Aplicativo

Você está em:

Enviar instruções
por e-mail:

Enviar resultados
por e-mail: